Aqui está a minha vida...

... esta areia tão clara com desenhos de andar dedicados ao vento.

Cecília Meiréles

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Os técnicos dizem que o elevado número de vítimas na Madeira deveu-se muito à incúria de algumas pessoas que queriam fotografar, filmar...

...esta tarde, a protecção civil alertou para a iminente inundação no Douro. Segundo as notícias, centenas de pessoas deslocaram-se à marginal da Régua. De pé, sentados em cadeiras de esplanada, uma multidão esperava a inundação. Até os vendedores dos famosos Rebuçados da Régua lá estavam.

[mas o que é que se passa na cabeça desta gente?]

2 comentários:

Fê-blue bird disse...

Miga:
Quando eu vivia em Sines, um dia um tanque de gás rebentou e morreram três trabalhadores, podia ser uma tragédia visto que aquilo estava cheio de depósitos de gás, eu e os meus pais fugimos de carro para Santiago do Cacém, mas muita gente foi-se pôr ao pé dos tanques para verem melhor...o que se pode dizer?!
Jinhos

Atena disse...

Com tanta coisa bonita para ver, e muita gente corre para poder assistir a desgraças... não sei se é a alma portuguesa (aquela coisa do fado e da tristeza), mas é profundamente incompreensível, pelo menos para mim que fujo das coisas más como o diabo da cruz! Penso que é a ignorancia a falar... O problema é que fala demasiadas vezes e nas piores situações.
Beijinho
Cristina

 
Designed by Susana Lopes